quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Overdose de mim





o colorido dos meus olhos mente
minha voz mente
nessa dolorosa trajetória consciente
de drogas e vícios delirantes
as vozes em minha cabeça rondam
as melhores lembranças
arranco páginas inteiras
de muitas vidas inventadas
que vi através dos meus olhos
sangue, poemas e vinho ruim
diz-me agora: sai desse buraco!
mas me sinto apenas no raso do ralo...

Marisete Zanon - In Confissionarium Book

Nenhum comentário:

Postar um comentário