segunda-feira, 7 de novembro de 2016

No varal


Cheguei deixando todo o peso

toda a bagagem de anos

todo o cansaço 

diluindo-se

esvaziando-se

do meu corpo

tirei os sapatos

que martirizavam meus pés

lavei meu corpo

com sais, sálvia e camomilas

as crostas do tempo

foram se soltando

e eu ficando cada vez mais leve

não haveria mais de voltar

por esse caminho

outros ventos sopravam

recolhi meu corpo

e pendurei delicadamente

no varal para descansar


Marisete Zanon  

2 comentários:

  1. Temos que deixar tudo que pesa de lado.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Obrigada! E muito lindo e deve ser passado a todos. Grande e sabia liçao de vida!Beijo muito grande. Deus te Abençoe.

    ResponderExcluir