quinta-feira, 21 de maio de 2015

Musa insone


                                                                   


a manhã branca abre seus olhos

e eu insônia quero fechar os meus

quando o breu é tu obsessivo

viro-me na cama e espero te dormir

mas meus olhos fechados

teimam em enxergar teu corpo

observar teus movimentos

sentir teu gosto

absorver teu cheiro

arrasto-me sobre teu corpo branco

flutuando na água fresca de quedas brandas

sou a brisa envolvendo-te

penetrando em teus poros

oferecendo-te meu vício lascivo...

abro os meus olhos e vejo teu gozo

meu boto rosa em gemidos.

eu tua musa insone desabrocho.

tu, sonhos, gemidos, sono,

eu musa insone

quero te sonhar em sonhos.



Marisete Zanon   - In Book - Um Cordão de confissões - 2008