segunda-feira, 9 de junho de 2014

Passagem

                                                     


 no quarto pairava um perfume amadeirado
onde um silêncio alucinado de emoções
satisfazia a menina de caprichos fúteis e inúteis
chorou e sumiu pela porta dos sonhos
e uma mulher emergiu em sua plenitude
na despedida não chorou
amadureceu
mas e quem disse que uma mulher madura
não chora às escondidas?


Marisete Zanon    -  Todos os direitos reservados a autora