quinta-feira, 22 de maio de 2014

Trocadilho proibido

                                                                                                       Imagem do Google


dentro da noite
os passos que ouço
vem em minha direção
é pesado
mas suave no jeito
escuto o timbre grave
chamar-me menina
ainda
surpreende-me o homem
dos meus sonhos de mocinha
entra ele e entra a noite em mim
mas é só um desejo calcificado
quis o destino impedir nossos sonhos
e vivemos assim apartados
metade da minha alma
minha laranja gêmea
os caprichos e os muros
não irão impedir
que venhas todas as noites
fazer amor comigo

e chamar-me tua menina


Marisete Zanon - Todos os direitos reservados a autora.