quinta-feira, 13 de março de 2014

Flagrantes em mim

                                                                                    imagem do Google


Alguém flagrou meu momento
Eu sei que sou desatenta
Tenho andado em câmera lenta
E não tenho mais paciência
Para interpretar meu personagem
Prefiro que fique a margem
Na peça do eu sou
De direito tenho um braço
Vagueio sem compasso
Sou mesmo torta
Nem me embaraço
A hora que quiser
Bato a porta
E vou embora
Sem abraço e sem memória!!!

Marisete Zanon  - Todos os direitos reservados a autora