terça-feira, 27 de agosto de 2013

Diga não ao mercantilismo

                                                         Natalia Naka Adanska


O mundo é feito de interesses, de jogos. Se não jogarmos estamos convidados a sofrer lutando por uma vitória quase impossível de se conseguir. Um engole o outro como no ciclo da cadeia alimentar animal, porém somos humanos e essa nossa humanidade mata sem escrúpulos. A ganância pelo poder faz o ser humano pular etapas e cometer erros irreparáveis. O ser humano sempre deseja o melhor para si, mas o que é melhor para você pode não ser o melhor para a maioria. Eu preciso acreditar que o mundo irá melhorar, que as pessoas irão melhorar, que eu vou melhorar. Enquanto vivermos nesse jogo de mercantilismo cujo o interesse que temos é fazer para recebermos em troca não chegaremos a lugar algum. O importante é pensarmos na moeda do amor fraternal, na moeda da amizade, na moeda do altruísmo, do interesse em comum. Eu não desejo ser rainha, presidente, juíza, ou qualquer tipo de autoridade que exista. Quero ser um grão mineral que faz parte das areias, uma gota de água que forma a chuva, uma folha que compõem a árvore. Preciso acreditar que não vivo por interesses de trocas, preciso acreditar que as pessoas apenas troquem amor. Aquelas que partiram e nos deixaram é porque se encaixam em outras versões. A minha versão está ficando cada vez mais atualizada e melhorada. Estou buscando cada vez mais isso. O que incomoda faz mal e se faz mal e não tem remédio, não faça uso.



Marisete Zanon