quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Confissionarium in book

                                                       Capa do livro - arte minha e editora Scortecci


É impossível que eu ficasse imune a essa reação efusiva que estou sentindo hoje.
Nos últimos dias estive tentando conter a ansiedade. Superficialmente funcionou,
mas hoje tudo vem à tona. Relembrando horas de trabalho, recebendo inspirações
de um universo particular e universal para que um dia as palavras tivessem um assento digno
de permanecerem para a posteridade nas mãos de leitores apreciadores de um quase diário
de sentimentos. Que os escritos deste livro possam alçar voo pelo mundo identificando-se com almas
plenas de entendimento e sentir a sua voz, ora suave, ora em brado de inconformação, mas sempre em tom de confissão. Eis o Confissionarium in book. Salve, salve!!!

Meu agradecimentos aos leitores que estiveram comigo nessa peregrinação pelo belo,
 mesmo que o belo às vezes seja feio e triste, sempre haverá alguém para amá-lo.


Marisete Zanon

Lê, escreve e faz arte