quarta-feira, 1 de maio de 2013

Fantasmas

                                                     Boy of Bone Twelve stories isnpiried by the Mtuter Museum





Por baixo da pele

ressequido coração

atrás desse rosto

triste figura instalada

Quem me livra

da dor e do medo?

A noite reúnem-se

todos os fantasmas

a atormentar-me

Bato a porta

quase um tiro no espaço

e eles não se vão

nas quatro paredes

formam-se pinturas

que não quero vê-las

meu destino estúpido

leva-me ao passado

um grito estridente

sai da garganta

instala-se nas pinturas

que escorrem das paredes

como sangue vertendo

e fico vazia, inerte

olhando os fantasmas

meu destino são fantasmas, dor e medo.



Marisete Zanon