quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Era para ser pergunta

                Imagem do Google



Estou cansada. Extremamente cansada. Parece que sinto o peso do mundo nas minhas costas. Nunca fui de exigir grandes coisas de mim como ser uma pessoa de muitos bens materiais, de ser uma pessoa de brilho e fama, ou realizar uma proeza marcante para o resto da vida. Sou simples. Tudo o que sempre sonhei foi ter um lugar que fosse meu para morar, limpo, muito limpo e um amor. Amor de verdade e quando me refiro a amor de verdade é esse que permanece para o resto da vida.
Como fazer quando tudo deu errado? De quem é a culpa? Antes eu colocava a culpa de tudo de errado em Deus, mas hoje sei que as consequências são resultados das nossas próprias escolhas, mas e quando não estamos sós e há outras pessoas que interferem e reagem as nossas opções?
Tenho pensado tanto nisso ultimamente e confesso que estou cansada, já esgotei todas as possibilidades de respostas, então culpo o destino, o mundo, essa correria desenfreada a que nos submetemos todos os dias, procurando respostas para tudo, quando as respostas não estão nas respostas e sim no princípio de nós mesmos. O mundo é uma casa de portas e janelas abertas, estamos vitimados a entrar e sair não por nossa própria vontade, mas porque alguém nos colocou aqui e um dia nos irá tirar sem que saibamos a hora. É um mistério. A vida toda é um mistério. Não quero mais perguntas, preciso apenas encontrar o meu “pino de centro” e descansar. Aceitar que a vida um dia termina e agradecer o que tenho, agradecer pelo simples fato de viver, de respirar, que não é tão simples assim, ao contrário, é complexo. Respirar e viver é muito complexo. Fomos criados por um engenheiro genético magnífico e um arquiteto genial que criou este mundo. Eu não sei o que você pensa, mas para mim Deus é como um mágico que criou a vida e faz com que a vida seja um grande truque e não convém que eu queira desvendá-la, mas sim aprender a vivê-la com o resto do que ainda me reserva o grande mágico.



Marisete Zanon

4 comentários:

  1. Sabe uma coisa, Marisete?
    Quando as tentações surgem por todo o lado, ser simples é a maior das empreitadas.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. O universo conspira a nosso favor Marisete querida.
    Dias melhores hão de vir.
    Beijos.


    Sofia N.

    ResponderExcluir
  3. "Você precisa de uma enorme quantidade de inspiração dentro dos seus próprios limites. Não espere que alguém acenda uma vela (luz) dentro de você ou coloque uma bomba dentro de você, que provoque o seu despertar. Uma bomba causa excitamento externo, que é o oposto do excitamento que você deve ter".
    [Texto: Hanya Holm - A Portrait of a Pioneer
    Autor: Walter Sorrell].

    Vivemos a pesar de. É difícil apontar os erros e culpados. Certos e os errados. Deus, ou algo maior, destino, escolhas, pessoas, condições...
    O fato é que o peso quem carrega é cada um de nós, com suas dores e delicias. Mas quem leva a vida é cada um a sua. Por isso cabe a nós entender a nós mesmos, nos (re)inventar sempre que for necessário.
    Não somos culpados, não gosto desse tom da palavra. Somos RESPONSÁVEIS por nós mesmos. Mesmo o condicionados a pessoas e situações temos mil escolhas na vida, mas para cada uma somos os responsáveis.
    Vida de gente grande não é fácil.
    Postei esse texto no começo de uma leitura que estou fazendo, é na área da dança, mas gostei desse trecho e desejei compartilhar com você.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Parabéns minha querida por esta bela e profunda reflexão. Acho que a vida é simples (nós é que gostamos de complicar), e que Deus (magnânimo e só bondade) nos dá tudo que precisamos no tempo certo. Pensando assim vivo a vida, faço minha parte e me afasto de tudo que me incomoda e faz mal. Resumo... sou feliz, e é isso que Ele quer. Bjus maravilhosa!!!!

    ResponderExcluir